5 benefícios da masturbação feminina

Conta a verdade pra gente: você já fingiu orgasmo? É normal! 

De acordo com o estudo Ficción vs realidad en el sexo, realizado pela Bijoux Indiscrets, 22,5% das mulheres entrevistadas não atingem o orgasmo na relação sexual; 30% reconhecem que seus orgasmos são muito melhores durante a masturbação e 52,1% afirmam que já fingiram "chegar lá" com seus parceiros. 

Os resultados parecem não ser novidade. Personalidades como Lily Allen já declararam fingir orgasmos. A cantora afirmou não ter tido um orgasmo até os vinte e tantos anos e iniciou uma campanha a favor da masturbação feminina.

Para quem quer ser uma das adeptas da campanha de Lily, os brinquedos sexuais são ótimas apostas e ajudam a “chegar lá”. Diferente das mulheres dos anos 90, que tinham que se virar com os famosos consolos, hoje nós temos uma gama de aparelhos diversificados e desenvolvidos para cada tipo de prazer, como vibradores super modernos, pulsadores, massageadores, dedeiras e calcinhas vibratórias.

Um dos que tem se mostrado mais “eficientes” é o sugador de clitóris. As mulheres têm cada vez mais consciência da importância do clitóris no prazer feminino. E, justamente, é essa a parte da anatomia feminina protagonista do novo brinquedo, que serve somente à estimulação externa.

Seja com esse monte de opção de aparelhos ou à moda antiga, o importante é não ter vergonha e se permitir ser feliz. Para te “estimular”, listamos abaixo cinco benefícios da masturbação.

Confira:  

 

 

  1. Alívio de dores menstruais

Masturbar-se durante o período menstrual previne e diminuir dores como cólicas e dores de cabeça. Todas as substâncias químicas produzidas na corrente circulatória ao ter um orgasmo atuam de maneira analgésica.

 

 

 

 

  1. Fortalece o sistema imunológico

Estudos indicam que a masturbação previne endometriose, doença que pode provocar infertilidade feminina, e infecções, devido à abertura do colo do útero e a liberação de mucosidade e fluídos cervicais durante a sua prática.

 

 

  1. Melhora o sono

Depois do orgasmo, é liberada uma série de endorfinas, hormônios, catecolaminas e citocinas que atuam como relaxantes químicos e induzem ao sono. Já a ejaculação pode provocar sonolência devido ao incremento do hormônio de prolactina e a queda da dopamina. 

 

 

  1. Sensação de bem-estar

Masturbar-se é bom para a saúde, tanto em níveis biológicos como psicológicos. A liberação de endorfinas e catecolaminas baixa os níveis de estresse e melhora nosso estado de ânimo.

 

 

 

  1. Melhora as relações do casal

Ao masturbar-se, a mulher aprenderá muito sobre seu próprio corpo, sobre suas reações, pontos de prazer e onde gosta de ser estimulada. Isso fará com que se torne mais segura em suas relações sexuais, que se tornarão mais prazerosas.

 

 

 

 

 E ai? Que tal dar uma checada na nossa coleção de brinquedos eróticos?

 

 

 

Ana Carolina Miotto é jornalista, colunista do blog Magazine Oriente

MTB: 0072384/SP

You have successfully subscribed!
This email has been registered